quinta-feira, 29 de julho de 2010

Pedido

Não sei o que você tem
que me faz querer te ver,
te ouvir,
em um raio de quilômetros.

Talvez seja seu sorriso largo,
espontâneo,
presente nos seus olhos.
Talvez,
sejam esses olhos que, rindo,
me escondem um mundo...

Pode até mesmo ser essa suposta força
que, misteriosamente,
pede uma mão pra caminhar junto.

Eu,
com meus defeitos,
pileques,
insanidades inconsequentes...
Com meu sorriso,
meu abraço e meu cheiro...
Espero que me permita ter você.

Espero abraçar,
me perder da tristeza
quando te encontrar.

Espero ser em noite de lua cheia,
pra fazer do céu
canção pontuada de estrela.

Espero
me deixar ser criança com você,
brincar,
correr,
rolar...

Também quero ser sua mulher
traduzida em tato,
beijo
e suor.

Só te peço para não fugir
antes de voar comigo pela primeira vez.

"Vamos viver tudo que há pra viver...
Vamos nos permitir..."

Nenhum comentário: