domingo, 23 de maio de 2010

Now...

Estou deixando que você adormeça
e que fique, pra mim,
só lembrança,
só saudade;
e que sua presença, a partir de então,
seja exatamente como algo que dorme.

Ainda não dormiu,
mas estou deixando que adormeça.

Só não sei quanto tempo isso vai levar,
nem quanto vai durar...
nem sei se gostaria de te ver acordar um dia.

Nenhum comentário: