segunda-feira, 17 de maio de 2010

nós

Uma imagem que me marcou hoje
foi sua cadeira vazia,
com seu violão, solto,
ao lado.

essa imagem se congelou,
pra mim,
e me trouxe vários significados.

Mesmo sem sua presença
sei que o espaço é seu.

E o violão solto, mudo,
me dizia só com a existência,
que num passado recente,
esteve no meu colo...

Você, sem emitir um som sequer,
me deixa palavras soltas com o olhar...
são soltas pra você e pra mim.
às vezes com significados obscuros.

Não sei se suas lágrimas foram por mim,
por você
ou por ela.

mesmo com caneta de quadro branco,
essa tatuagem, em mim,
será eterna.

Nenhum comentário: