quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

a carência e o vôo

Alice Ayres

Tenho batido asas todos os dias
vôo sempre para os mesmos lugares
dentro e fora de mim
e isso me causa uma angústia terrível

tão terrível que eu mesmo a enxergo como carência.

Carência do que não vivi,
do que vivi sem aproveitar,
de você...

nem sei mais se já o tenho...
ou se ainda virá.

Quero poder voar com você
sem derramar lágrimas
nem de frio
nem de dor...

Nenhum comentário: