quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

"..."

Alice Ayres
Das palavras escritas, sinto falta.
Sinto falta do tempo
esse passar de horas está cada dia mais curto
e nenhuma mão me desata

Estou amarrada a mim
meu céu, meu inferno e eu
sem nem ter legião pra ouvir
nesse curto passar de horas longas...

São cheiros que ouço,
sons que tateio,
calor que vejo
da imagem que sinto sem gosto.

Antes me sentia apta a alcançar o Sol,
beijar a lua por você...
A lua...que iluminava o escuro,
aquilo que antes me fazia bem.

Tenho medo do negro.
O que antes me completava,
hoje me assusta.
Minto até pra lua.

Cansei de mentir pra mim, no entanto.
Cansei do desencanto
de não andar em pranto
e abafar meu canto.

Antes eu tinha o mundo aos meus pés.
Hoje sou a sola de quem julga ter pés para o mundo
e a falta que sinto de mim mesma
não me deixa lutar

Deixei de sonhar...
Morri.


Escrito em algum dia escuro do ano de 2005

Nenhum comentário: