terça-feira, 13 de outubro de 2009

Da saudade

Alice Ayres


Saudade é uma coisa esquisita.
Sentimos saudade do que não existe mais,
do que, talvez, nem tenha existido.
É...talvez nem tenha existido.

Sentimento sempre é algo parcial.
É apenas um ponto de vista meu.
Ninguém, nunca, irá sentir como eu.
Portanto...a minha saudade da presença sua
pode ser algo inventado por mim...
e, se for, quem irá saber?
eu?

Improvável.

Tem horas que acho que te inventei.
E, se assim for,
minha saudade sua
de fato, não existe.

Nenhum comentário: