sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Brevidade

Uma foto em branco e preto,
músicas cinzas,
fragmentos de um soneto qualquer
em que prevaleçam monossílabos...

Um rótulo amassado,
de um pequeno pedaço
de sorriso amarelo em tato branco.
Um mini frasco de perfume doce e amargo.

Presença estuporante.
Memória da pele reacende...
Alma  palpita de  amargura.
Um misto de nostalgia e dor.

São pequenas lembranças que acabam comigo.

Nenhum comentário: